Rally dos Sertões
Aumentam as expectativas
Texto: Divulgação Tamanho da Letra
Fotos: Divulgação  
Atualizado em 6/12/2013
De 25 de julho a 03 de agosto, o Brasil acompanhará o 21º Rally dos Sertões ao longo de 4.157 quilômetros. Com a proximidade da competição, maior é a ansiedade

12 de junho de 2013 - "Agora, que venha o Rally dos Sertões, o desafio mais esperado do ano", disse o piloto Carlos Ambrósio, competidor da categoria UTV que participará pela 12ª vez da maior aventura off-road do Brasil. Da quilometragem total do roteiro, 2.578 quilômetros serão só de trechos cronometrados - mais conhecido como Especial. A largada e chegada serão em Goiânia, GO.

A bordo de um UTV Polaris RZR XP 900 Jagged X, Ambrosio acredita que seu maior desafio para esta competição será encontrar o ritmo correto para o UTV, uma vez que, durante dez anos, competiu na categoria Motos. "São veículos totalmente diferentes, mas para mim, o UTV é bem mais seguro e estou contente com o desempenho. A cada prova que participo com meu Jagged X me adapto mais a ele, e tenho certeza de que juntos obteremos um bom resultado", comentou ele, que completou. "Para competir em um Rally dos Sertões com o objetivo de vencer, é preciso estabelecer estratégias, e a minha será encarar cada dia como uma nova prova". Este será o segundo ano da categoria UTV no Rally dos Sertões, e deverá apontar um crescimento de 40% em relação a 2012, devido a adesão dos competidores que enxergaram no veículo um excelente custo/benefício.

Falar de Rally dos Sertões é falar de superação de limites. Nesta edição, serão nove dias de estrada, desbravando o interior do Brasil e alcançando lugares pouco visitados. A organização do evento - a Dunas Race - leva os competidores às piores estradas existentes, onde o nível de obstáculos testa a capacidade de homens e máquinas. "Este é um certame extremamente bem organizado e de excelente nível técnico. O conjunto tem que estar bem preparado para superar os desafios e completar todo o roteiro", salientou Ambrosio.

As cidades dormitórios foram divulgadas na semana passada, sendo: Goiânia, Pirenópolis, Uruaçu, Porangatu, em Goiás. Depois, o rali entrará no Tocantins, pernoitando em Natividade e Palmas, e retornando ao estado goiano, com Minaçu, Goianésia e chegada em Goiânia. Somando os deslocamentos e especial, será um total de 4.157 quilômetros percorridos.

  imprimir   Envie para um amigo  
  imprimir   envie para um amigo