MG Icon é eleito melhor conceito de Pequim
Crossover supera novidades de Lamborghini e Mercedes e tem design reconhecido no salão chinês
Texto: Motor Dream Tamanho da Letra
Fotos: Divulgação  
Atualizado em 27/4/2012
Não deu para Lamborghini Urus, Mercedes-Benz Concept Style Coupe ou Honda Concept C. Um júri formado por jornalistas especializados de todo o mundo decidiu reconhecer os avanços da indústria automobilística chinesa e escolheram o crossover MG Icon Concept como Melhor Conceito do Salão de Pequim. É verdade que a MG é uma das mais tradicionais marcas britânicas, mas a fabricante viveu uma reviravolta em sua quase centenária história ao passar para o controle da chinesa SAIC, em 2005.

O Icon Concept dará origem a um crossover de produção em cerca de um ano. A prioridade é o mercado chinês, mas a MG também deve levá-lo para a Europa, onde irá enfrentar Nissan Juke e Mini Countryman. O Icon foi concebido por uma equipe global, liderada pelo inglês Anthony Williams-Kenny, que foi promovido a chefe de design da SAIC após a boa receptividade ao fastback MG6.


O Icon evoca as linhas do clássico MG Spider, esportivo de sucesso nos anos 1960, e faz até uma brincadeira com o para-choque do modelo original. O protótipo exibido em Pequim é equipado com um propulsor 1.5 litro turbo. O projeto estava em andamento desde 2010 e compartilha a plataforma do Roewe 350, produzido pela SAIC, que também é utilizada no sedã MG5. A MG deverá ter pelo menos três carros de maior volume de produção até o fim de 2013, sendo um deles o Icon.

Além de MG5 e MG6, lançados no Brasil no ano passado, a fabricante conta com modelos como o hatch médio MG3 e o sedã executivo MG7. A marca inglesa é atuante em países como China, Nova Zelândia, Vietnã, África do Sul, Irã, Líbano, Chile, Peru e Brasil. Na Europa, as operações ainda caminham timidamente, com presença limitada ao Reino Unido, por enquanto.

  imprimir   Envie para um amigo  
  imprimir   envie para um amigo